― Para descascar ovos cozidos mais facilmente, transfira-os da panela diretamente para uma tigela com água fria. Depois do choque térmico, role os ovos entre as mãos, começando pela parte mais bojuda, e veja como a casca se solta.

Tomates adquirem cor mais bonita e polpa mais saborosa e suculenta se forem amadurecidos ao abrigo da luz. Então, guarde-os no armário ou embrulhe-os em papel grosso até que fiquem maduros, e só então transfira-os para a geladeira ― onde você deve deixá-los até a hora em que os for usar.

Alho e cebola são indispensáveis na cozinha, mas o cheiro forte que deixam não é dos mais agradáveis. A solução, por incrível que pareça, é ter sempre à mão ― ou na geladeira, melhor dizendo, um pouco de borra de café. Depois de manusear alho e/ou cebola, basta você lavar bem as mãos e esfregar a borra, que o cheiro desaparece como num passe de mágica. Já para minimizar os efeitos do alho e da cebola em seu hálito, faça um bochecho com leite frio.

― Voltando às cebolas, deixá-las de molho em água fria por alguns minutos não só reduz a choradeira ao descascá-las, mas também as torna menos indigestas. O ardor nos olhos decorre de enzimas e sulfuretos que emanam na forma de gás quando cortamos as ditas-cujas. Mas o desconforto é minimizado se você deixar a cebola na geladeira por pelo menos duas horas antes de cortá-la, se usar uma faca bem afiada (que “quebra” menos células durante o corte, se acender o queimador do fogão e cortar a cebola ao lado do fogo ― ou ao lado de uma chaleira com água fervendo, pois o vapor afasta o gás que irrita os olhos. Mas a melhor solução, a meu ver, é descascar cebolas sob água corrente ou realizar o procedimento com elas imersas numa terrina cheia d’água. É tiro e queda.

Até a próxima.