Talvez amor e tempero Sazon ― como apregoava um velho comercial da Ajinomoto, protagonizado pela dupla sertanoja Zezé di Camargo e Luciano ― podem até ajudar a deixar seus pratos mais gostosos, mas é preciso seguir algumas dicas para obter melhores resultados no preparo de carnes. Confira:

― A melhor maneira de descongelar carne é baixa-la do freezer para o compartimento da geladeira e deixá-la retomar a temperatura naturalmente ― por entre 8 e 24 horas, dependendo do tamanho da peça.

― Não remova a carne da embalagem original na hora de armazená-la no freezer ou no momento de proceder ao descongelamento.

― Jamais volte a congelar a carne que já foi descongelada. Se não for usar toda a peça ou pedaço, divida-a em porções antes de guardá-la no freezer. Note, porém, que você pode congelar essa mesma carne depois de preparada (por exemplo, se descongelar carne moída, temperá-la e usar para fazer uma porção de croquetes ou almôndegas, não há problema em guardar uma parte dos bolinhos no freezer para fritá-los em outra oportunidade).

― Já conversamos sobre os “pontos” da carne nesta postagem, mas não custa voltar ao assunto para dar uma dica prática para conferir se o bife ficou no ponto desejado. O truque é avaliar a textura da carne comparando-a com a da sua mão. Explicando melhor: para malpassado, junte o polegar com o indicador e, com a outra mão, aperte a parte gordinha localizada logo abaixo do dedão; seu bife estará malpassado se oferecer mais ou menos essa resistência. Para a carne “ao ponto”, repita o procedimento, mas desta vez juntando o polegar com dedo médio; e para carne bem passada, junte o polegar com dedo mínimo.

Por hoje é só, pessoal. Até a próxima, quando veremos como preparar um bife bem suculento.