Farofa é um acompanhamento que vai bem com uma porção de coisas. No churrasco, então, ela é tão indispensável quanto o molho vinagrete (ou molho à campana, com dizem os gaúchos). Mas não há nada mais “deprimente” que aquela farofa industrializada, já pronta, vendida nos supermercados. Até porque fazer uma farofa como se deve é simples, rápido e nada trabalhoso. Você vai precisar de:

200g de manteiga sem sal;

― 3 cebolas grandes picadas grosseiramente;

― 300g de uva-passa clara;

― 1kg de farinha de mandioca torrada (ou biju);

― 1 chávena de nozes quebradas ― ou de castanha-do-pará em pedaços;

― ½ chávena de bacon em cubinhos, frito previamente;

― ½ chávena de cebolinha picada;

― Sal a gosto.

Numa frigideira grande, coloque 1/3 da manteiga e doure a cebola. Retire a cebola da frigideira, acrescente mais uma colherada de manteiga, junte a uva-passa e misture até estufar. Volte a cebola à frigideira, junte mais um pouco de manteiga e acrescente a farinha (aos poucos) e vá mexendo até que fique bem crocante. Adicione as nozes, misture e coloque o bacon. Junte o resto da manteiga e acerte o sal. Na hora de servir, polvilhe a cebolinha por cima da farofa.

DICA: Se quiser, substitua o bacon por linguiça cortada em rodelas (previamente fritas) e quebre um ovo sobre as uvas-passa e as cebolas refogadas, antes de começar a acrescentar a farinha. Fica bom que só.