Sobrou um pote de arroz do almoço de ontem (ou do jantar de anteontem) e você não está a fim de fazer os tradicionais bolinhos? Então, que tal um nhoque de arroz superleve, macio, saboroso e sem glúten? Você vai precisar de:

― 1 chávena de sobras de arroz;

― ½ chávena de leite ou água;

― 1 ovo;

― ½ chávena de farinha de arroz (ou de trigo, caso não se incomode com o glúten);

― Queijo parmesão ralado.

― Folhas de manjericão (para decorar);

― Molho ao sugo, a bolonhesa ou outro de sua preferência.

Bata no liquidificador o leite (ou água), o ovo, o arroz, o queijo ralado e metade da farinha (de arroz ou de trigo, como vimos). Quanto obtiver um creme homogêneo, transfira-o para uma panela, leve ao fogo (médio) e mexa até engrossar e a massa começar a “despregar” do fundo.

Aí é só proceder como você faria com a massa de nhoque tradicional, ou seja, transferir a massa para uma superfície enfarinhada, esperar esfriar, polvilhá-la com um pouco de farinha, misturar bem, enrolar em tiras e cortar em gominhos.

A massa vai ficar um pouco grudenta, o que pode ser resolvido com a adição de mais farinha ― só que isso deixará seu nhoque mais pesado, razão pela qual eu sugiro evitar.

O cozimento também é igual: coloque água numa panela e leve ao fogo, epere começar a ferver, baixe o fogo, adicione uma colher de sopa de sal, mexa e coloque os nhoques para cozinhar ― de 10 a 15 gominhos de cada vez, retirando-os com uma escumadeira à medida que eles forem subindo à superfície. Repita o processo com os demais, cubra com o molho de sua preferência, polivlhe com parmesão ralado, decore com folhinhas de manjericão e sirva em seguida.