Meu finado tio-avô dizia que um azeite de boa estirpe faz capim virar salada. Exagero ou não, muito da graça da comida está no tempero ― mas é preciso cautela, pois os condimentos, se insuficientes, deixam o prato insosso; se exagerados ou inadequados, comprometem o resultado da receita ou, em situações extremas, tornam a comida intragável.

Dizem nove entre dez “entendidos” que tempero de bife é sal e pimenta. Pode até ser, mas o alho abrilhanta o sabor da carne, uma marinada de limão, salsinha, cebola, alho, sal e pimenta ajuda a produzir excelentes “churrasquinhos” (aqueles famosos sanduíches de padaria, com bifinhos finos fritos na chapa, recobertos por uma fatia de queijo derretido e servidos no pão francês bem fresquinho, com uma colherada de vinagrete).

Passando à dica do dia, para servir 4 pessoas:

― Corte 4 bifes (de alcatra, patinho ou contrafilé) não muito grossos ― menos de 1 cm de espessura ―, achate-os com a palma da mão (ou bata-os delicadamente com um martelo de cozinha envolto em filme plástico, apenas o suficiente para achatá-los) e massageie-os com amaciante industrializado (Maggi, Knorr, Ajinomoto, etc.) ― ou, se você preferir, deixe-os em sumo de abacaxi por uns cinco minutos. 

― Descasque e pique 4 dentes de alho graúdos (dobre a quantidade se eles forem miúdos), misture uma colher (café) de sal, outra de pimenta-do-reino e soque num socador até formar uma massa cremosa.

― Acrescente uma colher (chá) de óleo azeite, misture bem e massageie os bifes de ambos os lados e deixe descansar por uns 10 minutos.

― Usando o maior queimador do fogão e em fogo alto, aqueça uma frigideira de fundo grosso (preferencialmente de ferro) até soltar fumaça, regue-a com um fio de óleo ou um pouquinho de manteiga, frite os bifes (um de cada vez, se for preciso, pois eles não devem ficar acavalados uns sobre os outros) por 1 minuto com a panela tampada (apenas para “cozinhar” a carne).

― Destampe a panela e deixe os bifes fritando por mais 2 ou 3 minutos (sem mexer). Quando estiver subindo sangue do lado de cima da carne, vire-a (usando uma espátula ou um pegador culinário; jamais use um garfo ou outro objeto perfurante) e deixe fritar do outro lado por mais 2 ou 3 minutos. Ao final, transfira para uma travessa e mantenha-a aquecida.

Observação: Se preferir a carne mais passada, leve essa travessa ao forno (pré-aquecido a 200ºC) e deixe lá de 5 a 10 minutos, conforme o ponto desejado.  

Na mesma frigideira em que você fritou os bifes ― sem lavar ―, acrescente mais um pouquinho de óleo ou manteiga e refogue duas cebolas cortadas em rodelas não muito finas. Quando elas começarem a ficar transparentes, adicione ¼ chávena de água com uma colher (sopa) de vinagre e outra de molho inglês (ou shoyu), deixe as cebolas dourarem, retire-as e coloque sobre os bifes (com o molhinho que se formou no fundo da frigideira). Sirva em seguida, com arroz branco e batatas fritas.