Fácil de preparar e muito saboroso, o strogonoff cai ainda melhor em dias com temperaturas de amenas para frias, como vimos tendo nas regiões sudeste e sul do país, a despeito de uns picos atípico ― a não os atribuamos ao tal “veranico de maio”. Enfim, você vai precisar de:

― 1 kg de filé mignon (se o preço não colaborar, alcatra ou patinho são boas alternativas) cortado em tiras finas e temperado com sal e pimenta-do-reino a gosto;
― Manteiga (3 colheres de sopa, aproximadamente);
― 1 cebola grande picada;
― 200 g de champignon laminado (se você não aprecia “casas de sapo”, substitua os cogumelos por azeitonas verdes ou palmito picado;
― 5 colheres (sopa) de molho inglês;
― 1 cálice de conhaque (preaquecido);
― 1 lata de creme de leite (sem soro);
― 5 colheres de (sopa) de catchup;
― 2 colheres (sopa) de mostarda;
― Sal e pimenta-do-reino a gosto;
― 1 colher (sopa) de farinha de trigo dissolvida em 1 lata e meia de leite (utilize a lata do creme de leite como medida).

Numa frigideira em fogo médio com manteiga, frite aos poucos as tirinhas de carne (devidamente temperadas com sal e pimenta) e reserve. Numa panela grande com manteiga, doure uma cebola grande picada, acrescente o champignon laminado (ou as azeitonas, ou o palmito picado), junte a carne frita e deixe refogar por uns 5 minutos. Adicione molho inglês e flambe com o conhaque.

Paralelamente, numa tigela ou outro recipiente qualquer, misture o creme de leite sem soro, o catchup, e a mostarda, tempere com sal e pimenta, junte a farinha de trigo dissolvida em uma lata de leite (utilize a mesma lata do creme de leite). Despeje esta mistura na panela (em que está a carne refogada), deixe cozinhar por mais 5 minutos em fogo médio e sirva em seguida.

Como acompanhamento, sugiro arroz branco, batata-palha e uma saladinha de folhas.